Por conta do Spotify, títulos de músicas estão ficando menoresBuzz

Por conta do Spotify, títulos de músicas estão ficando menores

Aparentemente, o Spotify está mudando os títulos das músicas. Ao menos, é o que afirma uma pesquisa realizada por Michael Tauberg.

Tauberg descreve a si mesmo como um “engenheiro interessado em palavras e como elas moldam a sociedade”. Em sua pesquisa, ele analisou dados de 18 anos de música e as dividiu em dois grupos: de 2000 a 2008 e de 2009 a 2017, que ele chama, respectivamente, de eras pré e pós Spotify.


Leia mais:


Depois do Spotify, títulos de músicas ficaram cada vez mais curtos

Em sua pesquisa nomeada O Spotify está matando os títulos das músicas, Michael Tauberg queria descobrir o que o Spotify mudou na produção das músicas em si — e não só na forma como elas são consumidas.

Uma das primeiras mudanças que ele aponta é que os métodos da Billboard para decidir o que vai para suas paradas, como a Hot 100, mudou ao longo dos anos. Anos atrás, as paradas eram baseadas em vendas de álbuns e singles, além de execuções em rádios. Com a chegada do serviços de streaming, a fórmula mudou para 35–45% vendas, 30–40% rádio e 20–30% streaming. Mesmo que a maior parte dos jovens ouça música exclusivamente por streaming.

Tauberg reparou que músicas com nomes únicos e pouco convencionais aumentaram 19% em relação à “era pós Spotify”. Além disso, os títulos em geral ficaram mais curtos. Nas palavras dele:

Nossa atenção mais curta significa mais títulos com 1 ou 2 palavras neles.

Por outro lado, títulos enormes — maiores que 7 palavras — também aumentaram. Ele brinca que títulos “deliciosamente específicos” aumentaram, e cita Hope She Cheats On You (With A Basketball Player) (Espero que ela te traia – com um jogador de basquete). Em resumo, o que diminuíram muito foram títulos medianos — de três a sete palavras. Ou seja, estamos em um momento de extremos.

Por fim, ele aponta que é mais popular tem ficado cada vez mais popular — mais músicas e mais atenção aos mesmos artistas. O que tem prejudicado alguns gêneros menos populares: a música country tem cada vez menos fãs.

Posts Relacionados

Facebook Comments