Sessão Mãe Protagonista: um filme para cada estereótipo maternoCinegambiarra

Sessão Mãe Protagonista: um filme para cada estereótipo materno

O dia das mães está chegando e A Gambiarra quer participar desse momento especial. Sendo assim, selecionamos alguns estereótipos maternos e escolhemos um filme para cada. Se você acha que sua mãe se encaixa em algum (ou todos), esse é um bom momento para estourar uma pipoca.

Confira a seguir alguns bons filmes para assistir com sua mamis (seja ela biológica ou de coração ♥).


Leia mais:


1- Mães adolescentes

Para quem foi mãe na adolescência, deve ter enfrentado muitas barreiras. Provavelmente, escola, pais e amigos foram as principais cobranças que recaíram no colo dessa mulher. Sabemos que o julgamento vem em peso. Mas nada se compara com o sentimento de ser mãe, não é mesmo?

Nosso primeiro filme foi selecionado para você que foi mãe na juventude.

Juno é estrelado por Ellen Page (Juno), Michael Cera (Bleeker) e Jennifer Garner (Vanessa Loring). Conta a história de Juno, uma adolescente de 16 anos que engravida de Bleeker. Agora, está tendo que lidar com as consequências sociais. Depois de ter conversado com seus pais, chegou à ideia de adoção, conhecendo então os Loring. O resultado de tudo isso você poderá conferir assistindo. Aliás, comece pelo trailer:

2- Mães memes

Sempre tem alguém que tem uma “mãe meme”. Aquelas mães super engraçadas, mas que também são bem nervosas. Bom, sabemos que o fato de ser nervosa não quer dizer que não ama. Um exemplo é visto no filme nacional Minha Mãe É Uma Peça.

Escrito por Paulo Gustavo, o ator adaptou sua peça de teatro para o cinema. Nela, Dona Hermínia (Paulo Gustavo) é mãe divorciada de um casal. O filho Juliano (Rodrigo Pandolfo) passa tanto o primeiro filme quanto o segundo em busca da descoberta de sua sexualidade. Além disso, também enfrenta a passagem do mundo jovem ao adulto.

Já Marcelina (Mariana Xavier) é uma filha que enfrenta problemas com sua aparência. Dona Hermínia a critica por ser gorda e exige que a filha encontre-se no mundo. Arrume um emprego. Até que, no segundo filme, ela se muda para São Paulo e o coração da mãe não aguenta de saudade.

Se identificou? Então assista ao trailer:

3- Mãe em dobro

Não só mãe e pai, mas mãe e mãe. Afinal, quanto mais melhor, né? Quem aí foi criado por duas mães?

Sendo cercado por tanto amor, vale a pena se inspirar no filme Minhas Mães e Meu Pai.

Lançado em 2010, o filme conta a história de dois irmãos (Josh Hutcherson e Mia Wasikowska) que estão à procura de seu pai biológico, doador do esperma para as mães. Mas toda essa aventura irá afetar a relação deles com suas mães, interpretadas por Julianne Moore Annette Bening. 

O longa levanta o questionamento: pai doador é pai por ter doado ou só é pai quem cria? Enfim, segue o trailer:

4- Mães batalhadoras

Mãe que é mãe dá seu sangue pelo filho. Até mesmo depois da morte do mesmo. O filme Três Anúncios Para Um Crime irá focar nesse tipo de mãe, que luta sem cessar.

Vencedor de vários prêmios, incluindo o Globo de Ouro 2018 de Melhor Filme de Drama, conta a história de Mildred Hayes (Frances McDormand) em busca de justiça. Sua filha foi assassinada e a investigação não foi concluída. Foi deixada de lado.

Isso despertou em Mildred uma raiva gigante, desenrolando em provocações contra a polícia local. Uma delas foi a instalação de três anúncios no meio da estrada, atingindo o delegado Willoughby (Woody Harrelson), responsável pela investigação.

1 of 2

Posts Relacionados

Facebook Comments