Sessão 20 de novembro: Dia da Consciência NegraCinegambiarra

Sessão 20 de novembro: Dia da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro e foi instituído em 2003. A data escolhida faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, ícone da resistência negra no Brasil colonial.

Apesar dos esforços de alguns deputados, a data ainda não é considerada feriado nacional. Mas quando se fala em consciência negra do que estamos falando mesmo?

Dia da Consciência Negra

Estamos falando de um processo histórico que se inicia na exploração do trabalho de pessoas negras (e na ideia de que pessoas negras não eram realmente pessoas) e que suas consequências se estendem até hoje.

Mas como assim até hoje? Que exagero!

Pois não. Basta a gente fazer um recorte qualquer dentro da nossa sociedade que vamos perceber a ausência de pessoas negras nos lugares de fala ou como protagonistas de qualquer situação que não seja de marginalização e inferioridade.

Ah até parece!

Pois sim. Vamos pegar o cinema porque afinal, né… Quantos cineastas negras ou negros você conhece? Qual foi o último filme que você assistiu? Ele tinha um ou uma protagonista negro(a)? Acho que já deu para entender, né?

Então, vem ver a lista de filmes realizados por cineastas negros que a gente selecionou e fica esperto porque racismo existe sim e é por isso que seguimos na luta, ok?


Leia mais:


Dia da Consciência Negra

1. ‘Bróder’ (2010), Jeferson De

O cineasta paulista conta a história de cinco amigos moradores do Capão Redondo, periferia da cidade de São Paulo, que seguem caminhos diferentes na vida.

Bróder levou o kikito de Melhor Filme do Festival de Cinema de Gramado, além de Melhor Diretor e Melhor Ator para Caio Blat.

2. ‘Remoção’ (2014), Anderson Quack e Luiz Antonio Pilar

Anderson Quack nasceu e cresceu na Cidade de Deus, “famosa” comunidade carioca. Ele e Luiz Antonio Pilar contam no documentário o processo de remoções das favelas que existiam na Zona Sul do Rio de Janeiro nos anos 1960, e que dali foram retiradas por se tratar de uma área que aspirava ser nobre na cidade.

Não encontrei o trailer do documentário, mas aí vai uma matéria que explica tudo sobre ele. Vale a pena conhecer essa história a partir do ponto de vista de quem sofreu na pele.

3. ‘Faça a Coisa Certa’ (1989), Spike Lee

Cineasta indispensável e filme indispensável em uma lista como essa. Faça a Coisa Certa foi considerado um dos filmes mais polêmicos do seu tempo pela sua criatividade e por expôr os pequenos conflitos que simplesmente não eram considerados “coisa de cinema”.

4. ‘Moonlight – Sob a Luz do Luar’ (2016), Barry Jenkins

Nem sempre a Academy acerta, e nem sempre o Oscar é um atestado incontestável da excelência de um filme. Mas em 2016 eles acertaram. Moonlight precisa ser visto com olhos de afeto.

5. ‘Fruitvale Station – A Última Parada’ (2013), Ryan Coogler

Estrelado por Michael B. Jordan, Fruitvale Station ganhou prêmios no mundo todo ao contar a história real de um jovem negro assassinado no metrô por um policial.

Posts Relacionados

Facebook Comments