Ryan Murphy deve criar série antológica inspirada no movimento #MeTooSéries & TV

Ryan Murphy deve criar série antológica inspirada no movimento #MeToo

Ryan Murphy e seu olhar atento ao mundo que nos rodeia está planejando uma série inspirada no movimento #MeToo e os casos de assédio em Hollywood.

O showrunner tem no currículo sucessos do formato como American Horror Story, American Crime Story a série Pose, que não é uma antologia, mas que também está fazendo história.

Em entrevista ao The New Yorker, o produtor revelou seu novo projeto com título e tudo: deve se chamar Consent, e vai ter seus episódios inspirados pelos escândalos protagonizados por Harvey Weinstein, Kevin Spacey, entre outros…

A expectativa fica como? Lá em cima, né?


Leia mais:


O mais recente trabalho de Ryan Murphy, a série ‘Pose’, ganhou novo trailer

A produção é a que traz o maior número de atores trans no seu elenco. Uma vez que a trama se passa em Nova York nos anos 1980, o que não vai faltar é glamour e arte. Dá uma olhada:

A primeira temporada da série chega à TV norte-americana no dia 3 de junho e terá 8 episódios. A trama se passa no ano de 1987, na cidade de Nova York. Por conseguinte, o cenário é o surgimento da cena literária e a cultura dos bailes LGBTQ+ com seus shows de drag queens e festas bombásticas.

Elenco foi escolhido com cuidado pelos criadores da série

O elenco de Pose foi escolhido depois de seis meses de pesquisa. Ademais, a produção percorreu os Estados Unidos de norte a sul até encontrar os atores perfeitos para os papéis.

A série será estrelada por MJ Rodriguez (Luke CageNurse Jackie), Hailie Sahar (Mr. Robot), Indya Moore (Saturday Church), Angelica Ross (Transparent), Dominique Jackson (Elektra), Dyllon Burnside (Holler If Ya Hear Me), Ryan Jamaal Swain (God’s Rock) Billy Porter (Kinky Boots)

Todas as atrizes do elenco são transgênero e viverão personagens trans.

Posts Relacionados

Facebook Comments