Oscar 2018: quem leva, quem deveria levar e quem foi injustamente esquecidoCinema

Oscar 2018: quem leva, quem deveria levar e quem foi injustamente esquecido

E lá vamos nós para a tradicional edição de pitacos sobre a maior premiação do cinema: o Oscar 2018, esse senhor careca, dourado e pelado que faz 90 anos esse ano. O evento acontecerá nesse domingo (04). A premiação terá início às 20h (horário de Brasília), com o tapete vermelho. Às 22h, a premiação acontecerá, apresentada por Jimmy Kimmel, em Los Angeles. 

Com toda a atenção voltada para o Oscar 2018, decidi fazer um texto especial. Aqui falarei sobre as produções indicadas, baseado nas premiações anteriores e no momentum do filme. Em seguida, o “quem deveria levar”, baseado na opinião desse que vos escreve. Finalmente, também falarei sobre “quem foi injustiçado”, para aqueles que também, segundo nosso ponto de vista, deveriam ter sido indicados na categoria.


Leia mais:


Uma dúvida gigante quanto ao prêmio de Melhor Filme do Oscar 2018

Há muita expectativa em relação à noite de hoje. Em ao menos quatro das categorias principais, chegamos ao dia da premiação com críticos, apostadores, youtubers e cinéfilos sem conseguir estabelecer um favoritismo para qualquer um dos filmes indicados. Essa dúvida encontra seu auge exatamente na categoria principal, Melhor Filme, na qual A Forma da Água e Três Anúncios Para Um Crime concorrem. E há ainda a retomada de fôlego de Corra!, que pode dar uma arrancada final e se tornar o Moonlight de 2018, desbancando os favoritos.

Dito isso, o Oscar 2018 deve reservar surpresas na premiação, momentos de emoção e a melhor seleção de canções indicadas em muitos anos. Só de ver Sufjan Stervens cantar a maravilhosa Mystery Of Love, de Me Chame Pelo Seu Nome, já vai valer a pena ficar acordado.

Há que se ponderar o efeito da campanha Time’s up!, contra o assédio sexual na indústria. Seria esse discurso forte o suficiente para dar a vitória a Greta Gerwig, única mulher indicada na categoria direção, por Lady Bird? Vale lembrar que essa campanha terá um momento especial na premiação (fiquem de olho).

Melhor filme

  • Me Chame Pelo Seu Nome
  • O Destino de Uma Nação
  • Dunkirk
  • Corra!
  • Lady Bird – A Hora de Voar
  • Trama Fantasma
  • The Post – A Guerra Secreta
  • A Forma da Água
  • Três Anúncios Para um Crime

Quem leva

Empate real oficial entre A Forma da Água e Três Anúncios Para Um Crime. Ambos dividiram a categoria principal em premiações anteriores. Enquanto Três Anúncios… levou Bafta, Globo de Ouro e SAG, termômetros importantes para o Oscar, A Forma da Água levou o prêmio do sindicato dos produtores e tem a indicação para diretor, algo que seu concorrente direto não tem.

Quem deveria levar

Me Chame Pelo Seu Nome.

O filme de Luca Guadagnino é um primor de sutileza, de contemplação e sedução. Cenas como a do pêssego, da conversa com o pai e a final já entraram para o panteão das cenas antológicas do cinema. Deveria estar concorrendo a muitas outras categorias, além das quatro a que já concorre. Dunkirk e Trama Fantasma também são belos trabalhos.

Quem foi injustiçado

Não concordo com a indicação de Lady Bird e de O Destino de Uma Nação na categoria ao Oscar 2018. Essas duas vagas deveriam ter sido preenchidas por Blade Runner 2049 e pelo excelente Logan.

Melhor diretor

  • Dunkirk – Christopher Nolan
  • Corra! – Jordan Peele
  • Lady Bird – A Hora de Voar – Greta Gerwig
  • Trama Fantasma – Paul Thomas Anderson
  • A Forma da Água – Guillermo del Toro

Quem leva

Apesar da força dos discursos sociais trazer visão tanto para Greta Gerwig quanto para Jordan Peele, o favorito da categoria ainda é Guillermo del Toro.

Quem deveria levar

Del Toro é um grande diretor, não há dúvida. Mas a meticulosidade de Christopher Nolan e Paul Thomas Anderson os transforma em merecedores do Oscar 2018.

Quem foi injustiçado

Luca Guadagnino fez de Me Chame Pelo Seu Nome um filme complexo, que é amado por muitos por razões que talvez nem sejam as mais importantes. E Martin McDonagh é um dos principais motivos para que Três Anúncios Para Um Crime seja um filme tão denso e surpreendente. Também não se pode ignorar o belíssimo trabalho de Denis Villeneuve em Blade Runner 2049.

Aqui existe um problema: Hollywood tem se preocupado tanto em se modernizar que às vezes comete injustiças às avessas. Greta Gerwig não demonstra NENHUM talento especial como diretora em Lady Bird, mas a urgência de se mostrar atenta à luta contra a desigualdade de gênero fez com que a Academia lhe desse a indicação. NÃO MERECE SEQUER ESTAR NA LISTA do Oscar 2018.

Melhor ator

  • Timotheé Chalamet – Me Chame Pelo Seu Nome
  • Daniel Day Lewis – Trama Fantasma
  • Daniel Kaluuya – Corra!
  • Gary Oldman – O Destino de Uma Nação
  • Denzel Washington – Roman J. Israel, Esq.

Quem leva

Gary Oldman, por O Destino de Uma Nação, apesar da imensa torcida nas redes sociais e nos blogs de cinema por Timothée Chalamet e Daniel Kaluuya.

Quem deveria levar

Dizer que a vitória de Gary Oldman não é merecida seria injusto. Trata-se de um bom ator, que nunca foi devidamente reconhecido. E, sim, ele está excelente como Churchill. Mas quem realmente oferece uma performance de camadas, sutilezas, diferentes tons, sem gritar, esbravejar ou mudar de rosto é o sensacional Timothée Chalamet. É dele a melhor interpretação do ano. Se a Academia quer se modernizar, talvez seja a hora de coroar um jovem talento que realmente merece ser premiado por sua atuação.

Quem foi injustiçado

Em uma lista de fortes indicados, dois atores com performances superlativas foram esquecidos, talvez por seus filmes terem sido lançados no primeiro semestre de 2017. São eles Hugh Jackman, em um de seus melhores momentos, em Logan, e o sensacional James McAvoy, que deveria estar entre os favoritos pelo seu tour de force em Fragmentado.

Melhor atriz

  • Sally Hawkins – A Forma da Água
  • Frances McDormand – Três Anúncios Para um Crime
  • Margot Robbie – Eu, Tonya
  • Saoirse Ronan – Lady Bird – A Hora de Voar
  • Meryl Streep – The Post – A Guerra Secreta

Quem leva

Frances McDormand, por Três Anúncios Para Um Crime. Aqui é uma barbada: ela está fenomenal no filme e levou todos os prêmios importantes até agora.

Quem deveria levar

Frances MacDormand está realmente imbatível. Confesso que, vendo as premiações antes de assistir ao filme, fiquei pensando se a atriz não iria se repetir, em uma performance entre o irônico e o durão como em Fargo, que deu a ela o primeiro Oscar. Mas nada disso acontece: Frances se entrega à personagem com muita verdade e convicção, em atuação muito mais complexa do que a que lhe deu a primeira estatueta. Vale lembrar que Margot Robbie ganhou inúmeros fãs por seu trabalho em Eu, Tonya. A ver o que nossa Arlequina fará.

Quem foi injustiçada

Muitos críticos sentiram falta de Jessica Chastain no Oscar 2018 por sua atuação em A Grande Jogada, e de Michelle Williams, por seu trabalho em Todo o Dinheiro do Mundo. O fato, no entanto, é que esta é uma lista boa e justa.

1 of 2

Posts Relacionados

Facebook Comments