Oscar 2018: o que a lista dos indicados nos mostrou sobre a AcademiaCinema

Oscar 2018: o que a lista dos indicados nos mostrou sobre a Academia

Nessa terça-feira (23), foi revelada a lista dos indicados às principais categorias do Oscar 2018. O filme A Forma da Água foi o  que mais recebeu nomeações (13). A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas norte-americana parece ter acertado nas escolhas, indo na contramão do Globo de Ouro e BAFTA Awards.

A premiação chega à sua 90ª edição, que acontece no dia 4 de março de 2018. Jimmy Kimmel será o apresentador pela segunda vez consecutiva. Veja a lista completa de indicados clicando aqui.


Leia mais:


Indicados ao Oscar 2018 surpreende positivamente

Vamos começar pela escolha da categoria Melhor Diretor, que incluiu Greta Gerwig, de Lady Bird, e Jordan Peele, de Corra!. Eles foram esnobados pelo Globo de Ouro e do BAFTA deste ano, mas a Academia não deixou passar.

Gerwig é a quinta mulher a concorrer na categoria nos 90 anos de prêmio, conseguindo o feito já em sua estreia como diretora. Antes dela, vieram Lina Wertmüller (Pasqualino Sete Belezas), Jane Campion (O Piano), Sofia Coppola (Encontros e Desencontros) e Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror).

Enquanto Peele foi o quinto diretor negro a ser indicado, antecedido por John Singleton (Os Donos da Rua), Lee Daniels (Preciosa: Uma História de Esperança), Steve McQueen (12 Anos de Escravidão) e Barry Jenkins (Moonlight: Sob a Luz do Luar).

Ainda tivemos uma grande vitória com a representatividade transgênero de dois filmes menores, o indicado a Melhor Documentário em Longa-Metragem Strong Island e o indicado a Melhor Filme Estrangeiro A Fantastic Woman. Não é a primeira vez que um transgênero é indicado, que aconteceu em 2016 com Anohni. Mas quanto mais representatividade, melhor!

Outro ponto positivo da premiação foi ter deixado James Franco de fora da premiação. Ele levou um Globo de Ouro e um Critic’s Choice Award de Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical pela sua atuação em Artista do Desastre. Mas após tantas denúncias de assédio, a Academia parece que preferiu não se envolver.

Claro que sentimos falta de Mulher Maravilha, mais indicações para The Post: Guerra SecretaProjeto Flórida. Porém, se comparado às outras premiações, o Oscar 2018 parece que vai ser uma cerimônia mais justa. Ela tem tudo para ser marcada por representatividade e manifestações contra o assédio.

Posts Relacionados

Facebook Comments