Novo remake de ‘Nosferatu’ repetirá parceria entre o diretor e a protagonista de ‘A Bruxa’Cinema

Novo remake de ‘Nosferatu’ repetirá parceria entre o diretor e a protagonista de ‘A Bruxa’

Anya Taylor-Joy, do filme A Bruxa, e o diretor Robert Eggers (também de A Bruxa) vão trabalhar juntos novamente no novo remake do clássico do terror: Nosferatu.

A atriz ficou mundialmente conhecida por sua interpretação no suspense A Bruxa, sob a direção de Eggers. A partir daí, emplacou em mais filmes do gênero, como Morgan – A Evolução e Fragmentado, escrito e dirigido por M. Night Shyamalan. E agora, com Nosferatu, parece que a atriz confirma seu apreço pelas histórias de tom mais macabro.


Leia mais:


Quem é esse tal Nosferatu mesmo?

Lançado em 1922, Nosferatu é um clássico do expressionismo alemão e do cinema mudo. Muitos se sentem meio “nunca vi, nem comi, eu só ouço falar” quando se trata do filme vampiresco. A produção é uma adaptação não-oficial do livro Drácula, de Bram Stoker. Isso porque o diretor, F. W. Murnau não conseguiu os direitos autorais da obra literária com a viúva do escritor.

A trama segue o protagonista Conde Orlok, uma criatura das trevas que vive isolada na Transilvânia. Ao buscar uma nova residência na Alemanha, o vampiro acaba se apaixonando pela esposa de um agente imobiliário.

Novo remake? Existe outro?

Sim. O filme original de 1922 já teve seu primeiro remake lançado em 1979, sob a direção do cineasta alemão Werner Herzog (O Enigma de Kaspar Hauser).

Nosferatu – O Vampiro da Noite, ficou conhecido como um dos melhores filmes de vampiro já realizados. Com o mesmo enredo que o original, Herzog preenche seu filme com as referências de música e arte da época em que foi realizado. Trazer a contemporaneidade para uma história clássica parece ter dado muito certo no caso de Herzog. Feito esse que, se repetido na nova versão de Robert Eggers, tem grandes chances de fazer o mesmo sucesso.

 

Posts Relacionados

Facebook Comments