Os 10 Melhores Álbuns Internacionais de 2017Listas e Premiações

Os 10 Melhores Álbuns Internacionais de 2017

Já estamos nos despedindo do ano de 2017 e correndo pra abraçar 2018. É nesse ritmo que A Gambiarra traz a lista dos Melhores Álbuns Internacionais de 2017. Dê aquela bisbilhotada e aproveite o que de repente passou batido, mas que nós elencamos aqui como os grandes acontecimentos deste ano. Abaixo, confira a lista completa:


Leia mais:


10. Wonderful Wonderful – The Killers

A banda de Brandon Flowers ficou cinco anos sem lançar nenhum álbum novo, desde o Battle Born. O retorno do The Killers veio com um gostinho de nostalgia e, ao mesmo tempo, novas experiências. Quem disse que o rock não teve sua força em 2017, não é mesmo?

9. Funk Wav Bounces Vol.1 – Calvin Harris

Esse foi o quinto álbum do DJ e produtor Calvin Harris, trazendo uma nova fase de sua música. Funk Wav Bounces Vol. 1 foi um grande avanço e até um espanto. Ele iniciou sua carreira com uma estética electro indie, abraçou o EDM farofa e, finalmente (ou surpreendentemente), conseguiu trazer um eletrônico cheio de referências “sofisticadas”.

8. As You Were – Liam Gallagher

Nem só de declarações polêmicas vive Liam Gallagher. Ele lançou o álbum de estreia de sua carreira solo e trouxe referências já conhecidas do britpop do Oasis, mas também conseguiu trazer baladas no estilo The Beatles. Ele pôde mostrar toda a sua personalidade e mereceu destaque.

7. American Teen – Khalid

Khalid foi uma das grandes revelações do ano, conquistando todos com sua voz totalmente diferente de tudo que já ouvimos. Ele trouxe um novo ar para o R&B em suas primeiras faixas e EPs, que resultaram em um álbum lindo. Com um ar descontraído, ele ainda chegou carregando com uma luta emocionante.

6. reputation – Taylor Swift

Depois de ter o vídeo mais visto nas primeiras 24h da história, com Look What You Made Me Do, Taylor Swift conseguiu com que reputation vendesse mais do que todo o resto dos 199 álbuns mais vendidos da Billboard. Isso porque o álbum não estreou em nenhuma plataforma de streaming. Além disso, Taylor trouxe esse trabalho para mostrar um novo lado seu: que ela também pode ser má, e não tem nada errado com isso.

5. More Life – Drake

O rapper canadense pode não ter tratado More Life como um álbum, mas o sucesso e a qualidade dessa playlist é inegável. Temos a participação de Giggs, Skepta, Young Thug, Partynextdoor, Sampha, Jorja Smith e Kanye West. O início do foi dominado por Drake e sua forma diferente de lançar um novo material.

4. Melodrama – Lorde

Depois do primeiro álbum, as expectativas em cima de um novo trabalho de Lorde estavam altas. As vendas podem não ter sido tão surpreendentes, mas a qualidade desse álbum é de cair o queixo. A cantora conseguiu se reinventar com um disco completo.

3. 4:44 – JAY Z

Usando de sua indiscutível habilidade, Jay Z usou o rap para transmitir verdades profundas e vivas. Ele enfrentou suas próprias falhas, se expôs como um marido infiel e como uma figura pública egocêntrica. Ele usou simples incríveis de Nina Simone e Donny Hathaway, Jay Z conseguiu entregar uma das maiores obras primas do ano.

2. Ctrl – SZA

Após três EPs promissores e uma participação especial no álbum Anti de Rihanna, SZA se mostrou como uma grande estrela do alt-R&B. Ela conseguiu entregar um álbum complexo através de meditações amplamente improvisadas sobre amor e sexo. Ela conseguiu mostrar que é uma cantora que veio para ficar, se tornando a cantora mais indicada ao Grammy.

1. DAMN. – Kendrick Lamar

Encabeçando a nossa lista, temos Kendrick Lamar. A voz mais poderosa do rap atual merece o topo, sem precisar de nada para provar que o seu poder de permanência. Ele conseguiu mostrar sua consciência política e, muito além disso, uma auto-análise profunda. Além de letras impecáveis e uma melodia envolvente, toda a parte visual desse álbum foi extremamente bem pensada, vencendo várias premiações.

Posts Relacionados

Facebook Comments