Madonna no cinema: Rainha do pop vai dirigir um novo filmeCinema

Madonna no cinema: Rainha do pop vai dirigir um novo filme

Para estampar as capas da edição comemorativa de 150 anos da Harper’s Bazaar, ninguém menos do que Madonna. Na edição de aniversário, a cantora também fez uma entrevista na qual revela seus projetos para 2017.

Nas telonas com Madonna

Uma das grandes revelações da entrevista foi a volta de Madonna para a os cinemas. A rainha do pop revelou que vai dirigir um novo projeto cinematográfico, que se chama Loved, e que é uma adaptação do livro As Vidas Impossíveis de Greta Wells, de Andrew Sean Greer. Além da direção, ela também participou da construção do roteiro do longa.

O filme retrata a personagem principal vivendo três vidas diferentes através de viagem no tempo. Durante todas as vidas, ela vivencia um relacionamento diferente com seu irmão gêmeo homossexual, Felix.

madonna-agambiarra

A cantora falou um pouco do significado do filme para sua carreira:

Ele fala sobre tópicos importantes que sempre foquei ou defendi: a luta pelos direitos das mulheres, pelos direitos dos homossexuais, pelos direitos civis, sempre lutando pelas minorias.

Além do filme, Madonna aproveitou para falar sobre os desafios que enfrentou durante toda sua carreira por ser uma mulher.

Eu sempre me senti oprimida. Sei que um monte de gente diria, ‘é ridículo você dizer isso. Você é uma estrela pop branca, rica e bem-sucedida’. Mas eu fui chutada durante toda a minha carreira, e uma grande parte disso é porque sou mulher e também porque me recuso a viver uma vida convencional. Eu criei uma família muito pouco convencional. Tenho namorados que são três décadas mais jovens do que eu. Isso deixa as pessoas muito desconfortáveis.

Você pode ler a entrevista completa no site da Harper’s Bazaar.


Leia mais:


O histórico da rainha do pop no cinema

Esta não será a estreia de Madonna no cinema. Em 1991, a cantora lançou o documentário Na Cama Com Madonna. O filme se passa durante a turnê Blonde Ambition Tour, a mais polêmica da carreira da rainha. Na produção, vemos os dois lados da cantora: o de cantora polêmica em cima dos palcos e o de mulher comum nos bastidores, com problemas e um dia a dia como qualquer outra pessoa.

Além do documentário, Madonna também tem créditos como atriz em Evita (1996), Procura-se Susan Desesperadamente (1985) e Dick Tracy (1990).

Posts Relacionados