Lars Ulrich rasga elogios à performance de Lady Gaga com o MetallicaListas e Premiações

Lars Ulrich rasga elogios à performance de Lady Gaga com o Metallica

No último domingo (12), ocorreu a maior premiação do mundo da música. O Grammy, que conta com a entrega de prêmios e performances, é conhecido por levar parcerias inusitadas ao palco, gerando performances grandiosas. Na edição deste ano, a parceria inesperada ficou por conta de Lady Gaga e da banda Metallica.

Em meio a performances bem abaixo do nível da premiação, a apresentação foi um dos momentos altos da noite.

Lady Gaga é a nova integrante do Metallica

Larsc Ulrich, o baterista do Metallica, que supostamente teve a ideia inicial de convocar Lady Gaga para participar da apresentação, parece ter sido o mais empolgado com o resultado. Em entrevista à Rolling Stone, o baterista declarou:

Ela é o perfeito quinto membro desta banda. A voz dela, sua atitude, seu visual é tudo tão incrível. A performance foi sem esforço, orgânica e ela tem o espírito do hard rock/metal fluindo em suas veias. Isso acaba sendo natural para ela.

No entanto, a performance não saiu como o esperado. O microfone do vocalista James Hetfield falhou em grande parte da apresentação. Mas isso não foi o suficiente para desanimar os artistas, pelo contrário. Ao dividirem o microfone, Gaga e Hetfield mostraram profissionalismo e muita química.


Leia mais:


Grammy 2017: uma premiação sem momentos marcantes

Há muito tempo, as premiações musicais tem descido ladeira abaixo, tanto na escolha dos vencedores quanto nas performances. O Grammy 2017 é uma das premiações que vai ser esquecida e no próximo ano não vamos lembrar quem se apresentou ou quem ganhou qual categoria. O line up tinha nomes grandes, como Adele, Beyoncé, Katy Perry, The Weeknd e Daft Punk, mas a grandeza dos nomes não se refletiu na performance.

Adele abriu a premiação com o hit Hello, parada no meio do palco com um telão gigante atrás. Nada que não tenhamos visto em todas as últimas performances da cantora. The Weeknd não estava em um bom dia e não deu conta do recado, ficando no meio termo.

Beyoncé, mais uma vez, encheu o palco de adereços e dançarinos, dessa vez com uma justificativa mais plausível: sua gravidez. Katy Perry teve que se virar na performance, já que a música, Chained To The Rhythm, e sua voz não são suas grandes armas. Com uma crítica social bem disfarçada e desajeitada, Katy se apresentou em uma casa em movimento e mais tarde em chamas.

Posts Relacionados

Facebook Comments