Kanye West está escrevendo um livro de filosofia e quer focar em filantropiaBuzz

Kanye West está escrevendo um livro de filosofia e quer focar em filantropia

Kanye West anda relativamente sumido da mídia, principalmente das redes sociais. Mas tudo indica que ele está preparando o seu retorno. Nos últimos meses, ele esteve nas montanhas do Wyoming gravando um novo disco e ainda reativou sua conta no Twitter essa semana. Mas a grande novidade é que ele está escrevendo um livro de filosofia.


Leia mais:


Kanye West está trabalhando em um livro chamado ‘Break the Simulation’

Recentemente, Kanye West entrevistou seu designer de interiores, Axel Vervoordt, para o The Hollywood Reporter. Eles conversaram sobre arte, ego, moda e outros assuntos.

Ao que parece, a música não está sendo suficiente para o artista, ele está pensando em canalizar sua criatividade para a literatura também. Principalmente porque ele está refletindo bastante sobre a noção do tempo:

O futuro está aqui agora, e o passado também. Há certas pessoas que você conhece e diz ‘Você é do futuro’. Você sente no espírito delas que essas pessoas estão num período onde elas não são celebradas, e existem pessoas que são celebradas atualmente e que se tornam mais famosas ou notórias.

Depois ele até diz que o livro se chamará Break the Simulation:

Estou me aprofundando em um novo conceito. Estou escrevendo um livro de filosofia chamado ‘Break the Simulation’. E eu tenho essa filosofia — vamos dizer que é um conceito, porque às vezes filosofia soa muito pesado — sobre fotografias, sobre seres humanos obcecados por fotografias, porque elas te tiram do momento atual e te transportam para o passado ou para o futuro. [A fotografia] pode ser usada para documentar algo, mas muitas vezes ela ultrapassa as pessoas. As pessoas se preocupam muito com memórias; elas sempre querem ouvir a história de alguma coisa, o que é importante, mas acho que põem muita importância na história.

Ele também afirma que quer ajudar as pessoas:

Quanto mais livre, mais criativo você fica. O ego te limita. […] Eu não quero mais ser o número 1, eu quero ser água. Quero me aproximar da UNICEF ou de outra coisa onde eu possa usar a informação que tenho e ajudar o máximo de pessoas possível, e não só colocar isso numa marca.

Posts Relacionados

Facebook Comments