A argentina Agustina Puricelli brinca com o conceito de “food porn” em ensaio fotográficoArtes

A argentina Agustina Puricelli brinca com o conceito de “food porn” em ensaio fotográfico

Já pensou se food porn não fosse só uma brincadeira de hashtags? A fotógrafa argentina Agustina Puricelli resolveu retratar isso numa série de imagens, que mistura nudez e comidas.


Atenção: as imagens a seguir contém nudez explícita. Talvez você não queira ver isso no trabalho ou ao lado da sua avó.


E não são fotos exatamente comendo os alimentos — em sua maioria, frutas. A modelo Daiana Lopez de Vicenzi sensualiza com as comidas, às vezes estrategicamente cobrindo as genitálias ou os mamilos. Algumas fotos são bastante sensuais. Outras, por sua vez, parecem ser só engraçadas; como a que Daiana se deita tendo os seios cobertos por ovos fritos, como naquela velha piada.

Em sua conta do Instagram, Agustina Puricelli se define como uma “fotógrafa do perturbador”. E, de alguma forma, parece que é isso que o ensaio busca retratar:


Leia mais:


Agustina Puricelli quer te constranger

Achou as fotografias de Agustina Puricelli meio confusas, ou até mesmo feias ou ridículas? Essa pode ter sido a intenção dela. Até por se nomear uma “fotógrafa do perturbador”, podemos entender que a argentina quis chocar e causar certo desconforto com suas fotografias.

Arte não necessariamente precisa ser bonita: o feio também é estético. Quadros e fotografias sobre guerras ou pobreza raramente são belos. Bem-feitos, bem-trambalhados, sim. Mas não bonitos. Até mesmo charges costumam usar esse recurso para mandar alguma mensagem crítica.

Infelizmente, só Agustina pode dizer se sua brincadeira com food porn foi uma crítica ou só uma brincadeira com o que entendemos por vulgar ou comum. A nós, resta a especulação. O que você acha que ela quis passar com essas fotografias?

Posts Relacionados

Facebook Comments