Festival de Cannes: veja a lista completa dos filmes selecionadosCinema

Festival de Cannes: veja a lista completa dos filmes selecionados

O renomado Festival Internacional de Cinema de Cannes é sempre muito aguardado pelos amantes da sétima arte. Muitos nomes e obras do cinema que estiveram no festival viraram referência cinematográfica ao redor do mundo. E, diferente do Oscar,o Festival de Cannes tem um escopo realmente internacional e aposta em novos nomes. Em suas seleções oficiais, entram filmes de diversos países, diferentes línguas e produções independentes.

Nesta quinta-feira (13), a organização do festival liberou a lista oficial dos filmes selecionados. Serão exibidos 49 longas-metragem de 29 países, sendo 18 da competição pela Palma De Ouro, o prêmio mais importante do evento. Entre a seleção, estão 12 diretoras mulheres, sendo que três estão na competição do grande prêmio. Até hoje, apenas uma mulher ganhou a Palma de Ouro. Em 1993, Jane Campion levou o prêmio por O Piano.

Na lista, entram nomes já consagrados, como Sofia Coppola (Bling Ring), Michael Haneke (Amor) e Todd Haynes (Carol).

Além das tradicionais mostras, a organização exibirá a estreia de duas séries de TV para comemorar os 70 anos do festival. A renomada Twin Peaks, de David Lynch, e Top of the Lake: China Girl, de Jane Campion, terão os primeiros episódios das novas temporadas exibidos no evento especial. O júri principal é presidido por ninguém menos que Pedro Almodóvar (A pele que habito).


Leia mais:


Confira a lista completa do 70º Festival de Cannes

cannes - 2017

Este ano, o festival será realizado entre os dias 17 e 28 de maio na cidade francesa que dá nome ao evento. Confira a lista completa dos filmes (com os nomes originais sem tradução) abaixo.

FILME DE ABERTURA

Les Fantomes D’Ismael, de Arnaud Desplechin

COMPETIÇÃO OFICIAL

Loveless, de Andrei Zvyagintsev
Good Time, de Benny e Josh Safdie
You Were Never Really Here, de Lynne Ramsay
L’Amant Double, de Francois Ozon
A Gentle Creature, de Sergei Loznitsa
The Killing of a Sacred Deer, de Yorgos Lanthimos
Hikari, de Naomi Kawase
Geu-Hu, de Hong Sangsoo
Le Redoutable, de Michel Hazanavicius
Wonderstruck, de Todd Haynes
Happy End, de Michael Haneke
The Beguiled, de Sofia Coppola
120 Battements par Minute, de Robin Campillo
Okja, de Bong Joon-Ho
Aus dem Nichts, de Fatih Akin
The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach

FORA DE COMPETIÇÃO

How to Talk to Girls at Parties, de John Cameron Mitchell
Visages, Villages, de Agnes Varda & JR
Mugen Non Junin, de Takashi Miike

UN CERTAIN REGARD

Barbara, de Mathieu Amalric
La Novia Del Desierto, de Cecilia Atan & Valeria Pivato
Tesnota, de Kantemir Balagov
Aala Kaf Ifrit, de Kaouther Ben Hania
L’Atelier, de Laurent Cantet
Fortunata, de Sergio Castellito
Las Hijas de Abril, de Michel Franco
Western, de Valeska Grisebach
Posoki, de Stephan Komandarev
Out, de Gyorgy Kristof
Sanpo Suru Shinryakusha, de Kiyoshi Kurosawa
En Attendant Les Hirondelles, de Karim Moussaoui
Lerd, de Mohammad Rasoulof
Jeune Femme, de Leonor Serrraille
Wind River, de Taylor Sheridan
Apres La Guerre, de Annarita Zambrano

SESSÕES ESPECIAIS

Claire’s Camera, de Hong Sangsoo
12 Jours, de Raymond Depardon
They, de Anahita Ghazvinizadeh
Promised Land, de Eugene Jarecki
Napalm, de Claude Lanzmann
Demons in Paradise, de Jude Ratman
Sea Sorrow, de Vanessa Redgrave
An Inconvenient Sequel, de Bonni Cohen e Jon Shenk

SESSÕES DA MEIA-NOITE

Ak-Nyeo, de Jung Byung-Gil
Bulhandang, de Byun Sung-Hyun
A Prayer Before Dawn, de Jean-Stephane Sauvaire

SESSÃO EM REALIDADE VIRTUAL

Esse ano o festival vai apostar em novas tecnologias e tipos de experiência cinematográfica. Carne Y Arena, produção do ganhador do Oscar, Alejandro G. Inarritu, ganhou uma sessão especial para sua exibição.

EVENTOS ESPECIAIS PARA O 70º ANIVERSÁRIO

Top of the Lake: China Girl, de Jane Campion & Ariel Kleiman
24 Frames, de Abbas Kiarostami
Twin Peaks, de David Lynch
Come Swim, de Kristen Stewart

O Brasil no Festival

Infelizmente, este ano nenhuma produção brasileira entrou para a seleção oficial. Ano passado, o consagrado Aquarius participou da competição pela Palma de Ouro. No entanto, o diretor do filme, Kleber Mendonça Filho, presidirá este ano a Semana da Crítica — mostra voltada para os novos nomes do cinema internacional.

Ao longo da história, alguns filmes, diretores e atores brasileiros foram reconhecidos em Cannes. Entre eles, estão grandes nomes do cinema novo, Glauber Rocha (O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro) e Nelson Pereira dos Santos (Memórias de Cárcere). A única produção a ganhar a Palma de Ouro foi O pagador de promessas, de Anselmo Duarte. Orfeu Negro, outro filme coproduzido com o Brasil levou o prêmio em 1959.

Fernanda Torres já ganhou o troféu de Melhor Atriz por Eu sei que vou te amar, de Arnaldo Jabor. Além dela, Sandra Corveloni, em 2008, também ficou com o prêmio por sua atuação em Linha de Passe, do diretor Walter Salles.

Netflix consegue emplacar duas produções no festival

A gigante do streaming tem apostado pesado em grandes nomes do cinema. Dois filmes exclusivos da Netflix entraram para a seleção oficial e marcam a estreia do serviço no festival. Um grande passo para a plataforma que tem revolucionado a forma como assistimos a filmes. Okja, de Bong Joon-Ho,The Meyerowitz Stories, de Noah Baumbach. Já falamos das duas produções aqui e aqui.

A Amazon, concorrente direta da Netflix também conseguiu um vaga na seleção. Este ano foi a vez de  Wonderstruck, de Todd HaynesAno passado, a Amazon já tinha conseguido colocar um de seus filmes na sessão de abertura.

Posts Relacionados

Facebook Comments