Os precários micro apartamentos de Hong Kong pelas lentes de Benny LamArtes

Os precários micro apartamentos de Hong Kong pelas lentes de Benny Lam

Segundo a ONU (2016), em Hong Kong, se encontram 7,3 milhões de habitantes. Em uma das cidades mais caras da China, com área de, por volta, 1000 km², não disputar espaço é quase que impossível. Os metros quadrados costumam ser caros, superestimados, levando a uma procura maior por lugares menores e que caibam no orçamento do trabalhador.

Sendo assim, micro apartamentos precários são a solução de moradia para muitos que tentam a vida em uma das principais cidades do Oriente. Ficou curioso? O premiado fotógrafo Benny Lam usou suas lentes para nos transmitir e enquadrar essa realidade.

Confira a seguir.


Leia mais:


Bagunça, bagunça e bagunça

Antes de tudo, eu peço, imploro para que os perfeccionistas, metódicos, filhos da organização se preparem para um choque. Os micro apartamentos de Hong Kong não perdoam a boa alma do TOC. Benny Lam nos prova isso.

As fotos de Benny Lam conseguem nos passar a sensação de sufoco, do sistema esmagador (capitalismo) que enclausura seres humanos em meio à tona. Dá para perceber a coisificação do homem, cercado por objetos que incorporam o dia-a-dia dele.

Aquela breja pra relaxar…

O banheiro é misturado com a cozinha e com a lavanderia…

Já se imaginou dormindo nesse quartinho em Hong Kong? Dá até claustrofobia só de pensar!

Para um micro apartamento, uma micro TV:

Nada melhor do que não fazer nada. Só pra deitar e… deixa pra lá! Que a força esteja contigo, morador!

Acho que não vai ter espaço para esses pedaços de unha, ein?

Isso é o que eu chamo de aluno esforçado!

Pra finalizar, dá uma olhada nesse ambiente multiuso:

Posts Relacionados

Facebook Comments