Basquiat ganhará exposição no MASP em 2018Artes

Basquiat ganhará exposição no MASP em 2018

Embora ainda falte um ano até lá, já dá para ir se animando. Jean-Michel Basquiat, artista plástico nova iorquino e um dos maiores ícones de arte urbana mundial, ganhará uma exposição no Museu de Artes de São Paulo (MASP), em 2018.

A mostra marcará os 30 anos de morte do pintor, que ganhou notoriedade a partir de seus grafites.


Leia mais:


Masp comemorará 30 anos da morte de Basquiat com exposição

O Masp prepara para 2018 uma exposição dedicada à obra do norte-americano Jean-Michel Basquiat (1960-1988). Ela contará com cerca de 40 trabalhos. entre pinturas e desenhos.

O artista, que iniciou sua trajetória no fim dos anos 1970 como grafiteiro nas ruas de Nova York, alcançou grande projeção no mundo das artes a partir dos anos 1980. Após morrer precocemente de overdose, passou a ter obras vendidas por valores milionários nas décadas seguintes. Além de integrar o acervo dos principais museus do mundo.

basquiat-peça

O museu confirmou, através de comunicado na última quarta-feira (18), que as obras do artista serão um dos grandes destaques de 2018. O recorte escolhido foi Histórias da Escravidão, que dialoga com a investigação das narrativas africanas que o museu tem. A obra de Basquiat é marcada pela influência de culturas africanas.

Esta será a primeira grande exposição de Basquiat no Brasil e coincindirá com os 130 anos de assinatura da Lei Áurea, que findou a escravidão no Brasil.

João Dória vs. Pichadores

O anúncio da exposição em São Paulo surge em um momento de grande atrito entre a nova prefeitura de São Paulo e os grafiteiros e pichadores da cidade.

Em São Paulo, o prefeito João Dória está pintando de cinza os muros da Avenida 23 de Maio. Em entrevista recente, ele afirmou que: “São Paulo vai fazer uma grande campanha contra os pichadores”. O prefeito anunciou ainda a criação de espaços batizados de grafitódromos, inspirado no bairro de Wynwood, em Miami, onde as pinturas artísticas são liberadas.